Como escolher entre ESB Lightweight e Tradicional

Um ESB Lightweight, em comparação com ESBs tradicionais como o próprio nome sugere, são um tipo emergente de soluções de integração simplificada que se concentra nas necessidades recorrentes.

Eles não trazem recursos adicionais de integração, ao invés disso pretendem abordar questões de integração de uma nova forma. Soluções bem conhecidas nesta categoria podem ser contados nos dedos de uma mão: ApacheCamel, MuleESB e SpringIntegration por agora (note a ordem alfabética imparcial …). O objetivo aqui não é comparar os três, mas para apreciar o que com certeza eles têm em comum: sua natureza eficiente e produtiva.

Este artigo consiste em um conjunto de questões para resolver quando nos deparamos com integração de aplicações. Muitas destas questões nos ajuda imparcialmente na escolha de uma arquitetura de integração, na comparação de soluções ou no desenho dos fluxos. Para cobrir todo o escopo de integração de aplicações a lista de verificação está dividida em três partes, na seguinte forma, focando o que importa para Lightweight ESBs:

  • requisitos funcionais, que significa: requisitos para características de integração pura,
  • requisitos não-funcionais como acompanhamento técnico e implantação, e
  • aspectos organizacionais

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


This form is protected by Google Recaptcha